7 de maio de 2017

Obrigada Mãe

Conhecer-me significa, em grande parte, entender o meu amor pela minha mãe. 

11 de abril de 2017

Primavera/Verão

Estes dias ditaram a abertura da época balnear! 
Sim, sabemos que provavelmente ainda vamos ter que arrumar tudo outra vez e esperar que as águas mil de Abril passem, mas por agora vamos aproveitar este sol e estes quase trinta graus, boa?

6 de abril de 2017

6 de Setembro de 2015

Não me canso de ver as fotografias do nosso casamento. Nunca! 
Faz hoje um ano 1 e 7 meses, e se eu pudesse repetia tudo. Tudo igual, todos os anos, todos os meses, todos os dias. 

5 de abril de 2017

MEZ CAIS

Apesar de ainda irmos a meio da semana, ninguém nos impede de ir já sonhando com o fim de semana, verdade? 
E fim de semana, pelo menos para nós, sempre rimou com brunch! No Sábado passado rimou não só com brunch mas também com comida mexicana. 

29 de março de 2017

Postcards from ERICEIRA #2

Ainda sobre a Ericeira... Pintada de branca e azul!

4 de março de 2017

1 de Janeiro de 2017 II

No dia que o Make me Happy resnaceu aconteceram muitas coisas. 
Eu e ele, dormirmos até tarde, aninhados um no outro. Quando descemos as escadas o Bernardo já via uma serie, a minie já miava por comida e a Gui e o Gonçalo ainda não tinha saído do seu ninho. 
Comecei por beber um chá e comer uma torrada com doce, só para puder tomar a medicação. Enquanto dei um jeito a cozinha, o João e o Bernardo trataram da minie e acenderam a lareira. Os três pusemos a mesa: leite, iogurte, cereais, tábua de enchidos e queijos, brownie, pão, croissants, sumo de laranja, ovos mexidos, panquecas, chá - um brunch caseiro e delicioso para abraçarmos um novo ano. 
Durante a tarde (ou aquilo que restava dela) jogamos Catan, brincamos com plasticina (que eu decidi comprar no dia anterior) e rimos com tolices que passaram na televisão ou nos nossos telemóveis. Falamos sobre as prendas que tínhamos recebido no Natal e sobre os desejos para o novo ano. Não paramos de comer e ainda assim sobrou imensa comida. 
Os meus pais ligaram, e contaram-nos que em Benguela estavam na praia, a espera de umas tostas. Que estava calor, que água estava boa e que o nosso Natal e passagem de ano estavam marcados para Fevereiro. Afinal, Natal é sempre que um homem (ou mulher) quiser. 
Numa agitação sincronizada, arrumamos a casa, acertamos as contas (descobrimos uma aplicação maravilhosa) e eles voltaram para a capital. Eu e o João ficamos no sofá. Ele a devorar series, eu agarrada ao portátil a programar os primeiros meses do ano. 
Entre tantas outras coisas, no dia 1 de Janeiro de 2017, marcamos a nossa estadia em Budapeste, marcamos dois fins de semana românticos pelo nosso Portugal e marcamos o nosso Natal/Passagem de Ano em Fevereiro. 
Eu revi mentalmente os meus desejos para 2017 e fiquei assustada. Todos difíceis, grandes e exigentes. Desejei comprar uma agenda nova, apontar tudo direitinho e arrumar ainda mais: a casa, o corpo, a alma. 
No fim do dia ainda fiz resnascer o Make me Happy e fui dormir aninhada ao homem da minha vida.

1 de março de 2017

ERICEIRA (Boutique Lodge byÉME)

Tínhamos estado na Ericeira no final do ano passado, mas foi uma visita rápida, apenas para jantar, ficando desde essa altura a vontade de voltar com mais tempo... 

No primeiro fim de semana de Fevereiro, comemoramos 6 anos de namoro, e foi para nós a desculpa perfeita para marcar duas noites na Boutique Lodge ByÉME!

6 de fevereiro de 2017

Ana & João

Eu para ele, ele para mim.
Ontem fizemos 6 anos de namoro, hoje fazemos 1 ano e 5 meses de casados.

14 de janeiro de 2017

1 de Janeiro de 2017

Limpar - pode não ser, para todos (não o é com certeza), um ato terapêutico como é para mim. Mas para mim é. É duro, difícil, consciente e libertador, é como já disse terapêutico. E por isso mais uma vez (já perdi a conta), limpei tudo, que é como quem diz apaguei todos os post antigos, todas as publicações no facebook e todas as imagens no instagram.
Pensei muito se devia também mudar de "morada", se devia escolher outro nome e começar tudo do zero. E não quis, porque para mim o que é terapêutico é o limpar, é o apagar. É continuar na mesma morada, (espero) com as mesmas pessoas, com o mesmo coração, comigo, para mim e para vocês.
Ainda não sei explicar muito bem o que é tudo isto... Mas tenho a certeza que estou a dar os passos certos. 
O Make me Happy, renasceu dia 1 de Janeiro de 2017.

1 de janeiro de 2017

[Adeus 2016] Olá 2017!

[Escrever para não esquecer.]
2016 chegou lentamente: o sol inundou a nossa casa, as flores frescas foram uma constante, compramos velas e apaixonam-nos mais um pelo outro. Eu cortei o cabelo e tu aceitaste comprar uns new balance "iguais" aos meus. A mim deram-me uns headphones e a ti muitos artigos e datas longe de mim. (Tentei) aprender a gostar do skype, do viber e do whatsapps. Sempre que deu, conhecemos muitos restaurantes e cafés novos, passeamos na nossa Lisboa e fomos num fim de semana romântico até ao Porto. Foi em Março que aceitei o facto do Santiago ser doido pelo Faísca Mcqueen e lhe dei a festa que ele tanto queria, foi também por essa altura que a minha Catarina me fez salvaguardar um dia muito especial em Maio de 2017 e eu disse-lhe que sim: que aceitava ser sua madrinha. Entretanto, olhei-te muitas vezes: feliz, realizado, eléctrico. Fui respirando fundo e tentando manter a calma. A distância - aquela que me faz chorar, ter medo e sentir-me (ainda) mais pequenina - foi chegando. O pai, a mãe, (em breve) a tua. Arranquei um dente do siso e ainda que me lembre que doeu não foi o pior de 2016. Sabes (?), observei-te muitas vezes sem que tivesses dado conta, a dormir, a trabalhar, a comer, a leres um livro ou a ver uma serie.